Big Data: Inteligência de mercado e vantagem competitiva

Não importa o segmento ou tamanho de uma empresa, existem vários desafios acerca do seu negócio e a solução para essas dificuldades pode ser encontrada através do Big Data. 

Atualmente, as organizações possuem uma grande quantidade de dados (Big Data) de todos os aspectos de suas operações. O Big Data pode ser definido como um conjunto de dados estruturados ou não estruturados, retirados de várias fontes de informação. 

Um dos maiores obstáculos enfrentados pelas empresas é justamente como minerar e separar esse enorme fluxo de dados. 


Três pilares do Big Data 

Volume 

O Big Data observa e rastreia o que acontece de várias origens, que incluem transações de negócios, mídias sociais e informações de dados máquina-a-máquina ou sensor, criando um grande volume de dados. 

Velocidade 

Os dados são transmitidos em alta velocidade e devem ser tratados em tempo hábil. O processamento de dados, ou seja, a análise de dados em fluxo para produzir resultados próximos ou em tempo real, também é rápido. 

Variedade 

Os dados vêm em todos os formatos que podem ser estruturados, numéricos no banco de dados tradicional ou nos documentos de texto não estruturados, vídeo, áudio, e-mail, dados das ações. 

Benefícios 

O Big Data empresarial descobre padrões ocultos, correlações e também fornece insights, de modo com que os gestores possuam informações suficiente para tomar decisões de negócios adequadas. 

• Redução de custos: a análise correta dos dados auxilia a identificar maneiras mais eficientes de fazer negócios, explorando a redução de custos em diversos setores da empresa. 

Desenvolvimento de novos produtos: ao saber as tendências de necessidades e condições do mercado atual, a empresa poderá pode criar produtos de acordo com as necessidades dos clientes. 

Controla a reputação online: ferramentas de Big Data podem fazer análises de sentimentos online, portanto a sua empresa poderá obter feedbacks sobre o que estão dizendo sobre a marca. 

Detecção de falhas: previsão em tempo real e monitoramento de ocasiões que possam afetar o desempenho ou as operações dos negócios. 

Redução de riscos: capacidade de reduzir riscos, otimizando decisões complexas sobre eventos não planejados com mais rapidez. 


Empresas que já utilizam o Big data 

Coca-Cola: Aquisição e Retenção de Clientes 

No ano de 2015, a Coca-Cola conseguiu fortalecer sua estratégia de dados criando um programa de fidelidade digital. Através desse programa, a empresa conseguiu analisar uma enorme quantidade de dados para criar conteúdo mais relevantes para diferentes públicos. 

Netflix: Anúncios segmentados 

A empresa utiliza a análise do Big Data para oferecer publicidade direcionada para os seus assinantes e ainda não assinantes. Isso é feito a partir da exploração dos dados de pesquisas e observações anteriores. 

Banco UOB: Gerenciamento de riscos 

O banco UOB testou um sistema de gerenciamento de risco baseado em Big Data, reduzindo o tempo de cálculo do valor em risco de 18 horas para apenas alguns minutos. 

Amazon Fresh: Inovação e desenvolvimento de produtos 

A Amazon efetuou a análise dos dados extraídos do Big Data para estabelecer uma parceria com a rede de supermercado Whole Foods. Juntas as empresas entenderam como os clientes compram mantimentos e como os fornecedores interagem com o supermercado.  

Pepsico: Gerenciamento da cadeia de suprimentos 

A Pepsico contato com um grande com um grande de dados para o gerenciamento correto da cadeia de suprimentos, os clientes da empresa fornecem relatórios que incluem seu inventário de armazém e o estoque de PDV, e esses dados são usados para reconciliar e prever as necessidades de produção e expedição. Dessa forma, a empresa garante que os varejistas tenham os produtos certos, nos volumes certos e no momento certo. 


O sucesso de uma empresa, está na capacidade de ler e saber interpretar esses dados que estão a sua disposição, obtendo assim vantagem competitiva frente ao seu concorrente. 

Fazer a utilização correta dos dados não é tarefa fácil, é preciso uma empresa especializada para separar dados relevantes de dados não relevantes.  

É preciso também construir uma sólida política e cultura de dados na empresa. Faz se necessário que todos os colaboradores estejam inseridos nessa cultura, tendo acesso detalhado a esses dados e informações. 

O uso de dados internos ou externos através do Big Data leva a empresa fechar negócios mais ágeis, operações eficientes e maiores lucros a curto, médio e longo prazo. 

Com uma cultura de dados bem implementada, a sua empresa está no caminho certo para se tornar mais competitiva e dominar a ciência de dados.  

Leave a Comment